linha

8 posts

Tricô terapia

Compartilhe

Para mim a melhor das terapias é crochetar. Mas se soubesse tricotar certamente o tricô também seria. Mexer com agulhas distrai (na verdade leva a concentração para os pontos), relaxa e no final, com a peça pronta, nos sentimos o máximo. Pensando nisso, uma prisão nos Estados Unidos instituiu aulas de tricô para os apenados. No início, olharam estranho, primeiro por ser uma atividade vista como feminina, e depois por acharem muito difícil. Mas isso foi só a primeira reação. Hoje eles são uma turma de 100 condenados por crimes violentos que todas as quintas-feiras recebem aulas de tricô. Já criaram bonecas e chapéus para crianças e muitos já ganharam a liberdade e seguem tricotando. A direção do presídio diz ainda que depois da aula eles voltam à cela mais calmos, além de não se envolverem tanto com problemas com outros presos como antes. É, o tricô transforma.

Fonte: http://www.good.is/post/prisoners-transform-through-knitting-behind-bars